ATUAÇÃO

Líder elogia campanha do TSE contra o voto em branco e abstenção

11 de setembro de 2018

Rodrigo afirma que a melhor forma de protestar é votar direito, escolher certo

O líder do Democratas na Câmara, deputado Rodrigo Garcia (SP), elogiou a campanha lançada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para incentivar a participação dos eleitores nas eleições de outubro, evitando o voto em branco e a abstenção. “É uma ação positiva, pois chama a atenção do eleitor de que a melhor forma de protestar é votar direito, escolher certo”, ponderou.

Segundo o TSE, apenas no primeiro turno da eleição presidencial de 2014, 115,1 milhões de eleitores foram às urnas, sendo que 4,4 milhões votaram em branco, 6,7 milhões anularam e 27,7 milhões não compareceram.

No segundo turno, o número de eleitores que não foram votar aumentou, chegando a 30,1 milhões. A iniciativa da Justiça Eleitoral pretende reforçar que o voto é a manifestação de maior relevância na democracia, sendo fundamental para sua consolidação.

De acordo com pesquisas recentes, já há uma mudança de cenário:  o número de eleitores dispostos a votar nulo e branco caiu de 29% para 21%; e o número de eleitores indecisos recuou de 9% para 7%.

“É importante lembrar o cidadão que com muitos ou poucos votos válidos os candidatos serão eleitos”, enfatizou Rodrigo. “Se o eleitor opta por não votar, ele deixa de participar do processo de escolha dos eleitos”, acrescentou.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Líder elogia campanha do TSE contra o voto em branco e abstenção

Rodrigo afirma que a melhor forma de protestar é votar direito, escolher certo

O líder do Democratas na Câmara, deputado Rodrigo Garcia (SP), elogiou a campanha lançada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para incentivar a participação dos eleitores nas eleições de outubro, evitando o voto em branco e a abstenção. “É uma ação positiva, pois chama a atenção do eleitor de que a melhor forma de protestar é votar direito, escolher certo”, ponderou.

Segundo o TSE, apenas no primeiro turno da eleição presidencial de 2014, 115,1 milhões de eleitores foram às urnas, sendo que 4,4 milhões votaram em branco, 6,7 milhões anularam e 27,7 milhões não compareceram.

No segundo turno, o número de eleitores que não foram votar aumentou, chegando a 30,1 milhões. A iniciativa da Justiça Eleitoral pretende reforçar que o voto é a manifestação de maior relevância na democracia, sendo fundamental para sua consolidação.

De acordo com pesquisas recentes, já há uma mudança de cenário:  o número de eleitores dispostos a votar nulo e branco caiu de 29% para 21%; e o número de eleitores indecisos recuou de 9% para 7%.

“É importante lembrar o cidadão que com muitos ou poucos votos válidos os candidatos serão eleitos”, enfatizou Rodrigo. “Se o eleitor opta por não votar, ele deixa de participar do processo de escolha dos eleitos”, acrescentou.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!