ATUAÇÃO

Doria anuncia novo comandante-geral da Polícia Militar

9 de março de 2020

O vice-governador e secretário de Governo do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, participou nesta segunda-feira (9/3/2020) do anúncio feito pelo governador João Doria. Ele confirmou o coronel Fernando Alencar Medeiros como novo comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Alencar assume o cargo que era ocupado pelo coronel Marcelo Vieira Salles desde maio de 2018 e que pediu transferência para a reserva da corporação na última semana.
Além de apresentar o coronel Alencar como novo comandante da PM, Doria usou a solenidade para fazer um agradecimento público ao coronel Salles pelos excelentes resultados obtidos pela PM durante o período dele à frente da tropa. Alencar era o segundo na cadeia de comando da PM.
“O coronel Salles foi leal, correto, dedicado, um grande comandante da Polícia Militar. Ao longo destes meses, com o general Campos e o coronel Salles, nós reduzimos os índices de violência aos menores da história. Nossa responsabilidade é aumentar a sensação de segurança e reduzir ainda mais esses índices, o que aumenta ainda mais a responsabilidade do coronel Alencar”, declara o governador.

Governador Doria, ao lado do coronel Alencar, que assume o Comando-geral da Polícia Militar

Alencar assumirá as funções na terça-feira (10/3) e tem como principal objetivo a manutenção da queda dos principais índices de criminalidade em todas as regiões do Estado. Atualmente, São Paulo tem a menor taxa de homicídios da história: 6,2 a cada 100 mil habitantes.
“Nós temos protocolos para tudo, todas as nossas ações. A maior orientação que a gente passa aos policiais é serenidade e tranquilidade. Nós cuidamos de pessoas. Isso é muito complexo e sério. A nossa obrigação como policiais é basicamente uma: cuidar das pessoas”, afirma o coronel Alencar.
O novo comandante-geral da PM tem 50 anos e ingressou na instituição como aluno-oficial em 1985. Bacharel em Direito e Educação Física, o coronel Alencar possui especialização em Direito Penal e Processual Penal e é Mestre e Doutor em Ciências Policiais de Segurança e de Ordem Pública. Ele já atuou como instrutor da Academia da PM do Barro Branco e da Escola Superior de Soldados.
O coronel Alencar também foi Comandante do 16º Batalhão Metropolitano e do 1º Batalhão de Choque – Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), entre outras funções de destaque. Atuou na Casa Militar e foi instrutor de Direitos Humanos para Forças de Segurança na América Latina pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha.
Já o coronel Salles ingressou na instituição como aluno-oficial em 1985, no mesmo dia que seu pai, o subtenente Nelson de Almeida Salles, passava para a reserva. Ele foi ajudante de ordem do governador Geraldo Alckmin, comandante da Cavalaria, do Comando de Policiamento de Área Metropolitana 5, responsável pela zona oeste da Capital e atuou ainda como diretor do Departamento de Segurança e chefe de gabinete da Casa Militar e Defesa Civil.

“Muito obrigado pela oportunidade de poder me despedir das pessoas que trabalham conosco. Agradecer ao senhor, governador, as palavras que tenho são de gratidão. Eu deixo o comando a uma pessoa excepcional, homem com experiência profissional invejável. Se há algum sucesso no nosso comando, eu devo muito ao coronel Alencar. É nessa tradição que vamos fazer essa passagem, como a Segurança Pública merece”, afirma o coronel Salles.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Doria anuncia novo comandante-geral da Polícia Militar

O vice-governador e secretário de Governo do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, participou nesta segunda-feira (9/3/2020) do anúncio feito pelo governador João Doria. Ele confirmou o coronel Fernando Alencar Medeiros como novo comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Alencar assume o cargo que era ocupado pelo coronel Marcelo Vieira Salles desde maio de 2018 e que pediu transferência para a reserva da corporação na última semana.
Além de apresentar o coronel Alencar como novo comandante da PM, Doria usou a solenidade para fazer um agradecimento público ao coronel Salles pelos excelentes resultados obtidos pela PM durante o período dele à frente da tropa. Alencar era o segundo na cadeia de comando da PM.
“O coronel Salles foi leal, correto, dedicado, um grande comandante da Polícia Militar. Ao longo destes meses, com o general Campos e o coronel Salles, nós reduzimos os índices de violência aos menores da história. Nossa responsabilidade é aumentar a sensação de segurança e reduzir ainda mais esses índices, o que aumenta ainda mais a responsabilidade do coronel Alencar”, declara o governador.

Governador Doria, ao lado do coronel Alencar, que assume o Comando-geral da Polícia Militar

Alencar assumirá as funções na terça-feira (10/3) e tem como principal objetivo a manutenção da queda dos principais índices de criminalidade em todas as regiões do Estado. Atualmente, São Paulo tem a menor taxa de homicídios da história: 6,2 a cada 100 mil habitantes.
“Nós temos protocolos para tudo, todas as nossas ações. A maior orientação que a gente passa aos policiais é serenidade e tranquilidade. Nós cuidamos de pessoas. Isso é muito complexo e sério. A nossa obrigação como policiais é basicamente uma: cuidar das pessoas”, afirma o coronel Alencar.
O novo comandante-geral da PM tem 50 anos e ingressou na instituição como aluno-oficial em 1985. Bacharel em Direito e Educação Física, o coronel Alencar possui especialização em Direito Penal e Processual Penal e é Mestre e Doutor em Ciências Policiais de Segurança e de Ordem Pública. Ele já atuou como instrutor da Academia da PM do Barro Branco e da Escola Superior de Soldados.
O coronel Alencar também foi Comandante do 16º Batalhão Metropolitano e do 1º Batalhão de Choque – Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), entre outras funções de destaque. Atuou na Casa Militar e foi instrutor de Direitos Humanos para Forças de Segurança na América Latina pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha.
Já o coronel Salles ingressou na instituição como aluno-oficial em 1985, no mesmo dia que seu pai, o subtenente Nelson de Almeida Salles, passava para a reserva. Ele foi ajudante de ordem do governador Geraldo Alckmin, comandante da Cavalaria, do Comando de Policiamento de Área Metropolitana 5, responsável pela zona oeste da Capital e atuou ainda como diretor do Departamento de Segurança e chefe de gabinete da Casa Militar e Defesa Civil.

“Muito obrigado pela oportunidade de poder me despedir das pessoas que trabalham conosco. Agradecer ao senhor, governador, as palavras que tenho são de gratidão. Eu deixo o comando a uma pessoa excepcional, homem com experiência profissional invejável. Se há algum sucesso no nosso comando, eu devo muito ao coronel Alencar. É nessa tradição que vamos fazer essa passagem, como a Segurança Pública merece”, afirma o coronel Salles.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!