ATUAÇÃO

Casa Paulista viabiliza 2.485 moradias em 34 municípios com menos de 50 mil habitantes

29 de janeiro de 2018

Parceria entre governos estadual e federal permite, pela primeira vez, contratações do Minha Casa, Minha Vida
para municípios menores, beneficiando quase 9 mil pessoas

O Governo do Estado de São Paulo, em parceria com o Governo Federal, contratou, nesta segunda-feira (29/1), a construção de 2.485 novas moradias em 34 municípios paulistas com menos de 50 mil habitantes. Os empreendimentos são resultado de parceria entre municípios, que doaram terrenos e indicarão as demandas que serão atendidas; Estado, que fará aporte de R$ 86,7 milhões por meio da Casa Paulista; e União, que destinará quase R$ 160 milhões de recursos do Minha Casa, Minha Vida, dentro das regras do FAR  Fundo de Arrendamento Residencial e conforme o porte de cada município. A cerimônia contou com a presença do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e do secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia.

“A gente fica muito, muito feliz porque não há nada mais importante do que proporcionar a essas famílias o acesso à segurança do teto e com valor menor do que o aluguel, pagando de R$ 80 a R$ 240 de prestação para ser dono da casa. Casas da melhor qualidade”, disse Alckmin, durante a cerimônia.

O secretário Rodrigo Garcia chamou a atenção para a inovação das novas contratações. “Hoje, é um dia importante para a área de habitação do Estado e do País. A partir de uma decisão do Governo Federal e da intenção do governador Geraldo Alckmin, a parceria entre a Casa Paulista e o Minha Casa, Minha Vida vai permitir que municípios com menos de 50 mil habitantes contratem suas obras”, reforçou.

Os municípios contemplados são: Adamantina (45 unidades); Alto Alegre (88); Álvaro de Carvalho (65); Arealva (34); Barão de Antonina (30); Bom Sucesso de Itararé (75); Braúna (96); Buritizal (93); Eldorado (21); Espírito Santo do Turvo (52); Guaiçara (98); Guatapará (97); Guzolândia (55); Ibirarema (91); Itariri (72); Jacupiranga (79); Lourdes (80); Luís Antônio (70); Manduri (56); Mombuca (76); Morungaba (100); Narandiba (100); Ouro Verde (100); Pedrinhas Paulista (53); Piquerobi (80); Platina (81); Presidente Alves (100); Santa Salete (48); Santo Antônio do Aracanguá (65); Santo Antônio do Jardim (98); São João do Pau d’Alho (50); Sarutaiá (91); Turiuba (86); e Zacarias (60).

Morar Bem, Viver Melhor
Reúne todas as ações e investimentos em habitação do Governo do Estado de São Paulo, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente e qualidade de vida para as famílias atendidas.

Parceria
Em janeiro de 2012, o Governo do Estado selou parceria com o Governo Federal, para a viabilização de mais 100 mil novas moradias no estado paulista, meta superada em dezembro de 2014. O acordo é executado pela Casa Paulista, agência de fomento habitacional, lançada pelo governador Geraldo Alckmin, em setembro de 2011, e pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. Os agentes financeiros executores são a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

Casa Paulista
A Agência Casa Paulista foi criada em setembro de 2011, pelo Governo do Estado de São Paulo, para fomentar a habitação de interesse popular e acelerar o atendimento à demanda habitacional em território paulista. Classificada como marco substancial de mudança na política habitacional em São Paulo, estabelece parcerias, capta recursos junto a governos, agentes financeiros e iniciativa privada e destina subsídios e microcréditos para viabilizar ou melhorar as condições de moradias para famílias de baixa renda, especialmente entre um a cinco salários mínimos.

 

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Casa Paulista viabiliza 2.485 moradias em 34 municípios com menos de 50 mil habitantes

Parceria entre governos estadual e federal permite, pela primeira vez, contratações do Minha Casa, Minha Vida
para municípios menores, beneficiando quase 9 mil pessoas

O Governo do Estado de São Paulo, em parceria com o Governo Federal, contratou, nesta segunda-feira (29/1), a construção de 2.485 novas moradias em 34 municípios paulistas com menos de 50 mil habitantes. Os empreendimentos são resultado de parceria entre municípios, que doaram terrenos e indicarão as demandas que serão atendidas; Estado, que fará aporte de R$ 86,7 milhões por meio da Casa Paulista; e União, que destinará quase R$ 160 milhões de recursos do Minha Casa, Minha Vida, dentro das regras do FAR  Fundo de Arrendamento Residencial e conforme o porte de cada município. A cerimônia contou com a presença do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e do secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia.

“A gente fica muito, muito feliz porque não há nada mais importante do que proporcionar a essas famílias o acesso à segurança do teto e com valor menor do que o aluguel, pagando de R$ 80 a R$ 240 de prestação para ser dono da casa. Casas da melhor qualidade”, disse Alckmin, durante a cerimônia.

O secretário Rodrigo Garcia chamou a atenção para a inovação das novas contratações. “Hoje, é um dia importante para a área de habitação do Estado e do País. A partir de uma decisão do Governo Federal e da intenção do governador Geraldo Alckmin, a parceria entre a Casa Paulista e o Minha Casa, Minha Vida vai permitir que municípios com menos de 50 mil habitantes contratem suas obras”, reforçou.

Os municípios contemplados são: Adamantina (45 unidades); Alto Alegre (88); Álvaro de Carvalho (65); Arealva (34); Barão de Antonina (30); Bom Sucesso de Itararé (75); Braúna (96); Buritizal (93); Eldorado (21); Espírito Santo do Turvo (52); Guaiçara (98); Guatapará (97); Guzolândia (55); Ibirarema (91); Itariri (72); Jacupiranga (79); Lourdes (80); Luís Antônio (70); Manduri (56); Mombuca (76); Morungaba (100); Narandiba (100); Ouro Verde (100); Pedrinhas Paulista (53); Piquerobi (80); Platina (81); Presidente Alves (100); Santa Salete (48); Santo Antônio do Aracanguá (65); Santo Antônio do Jardim (98); São João do Pau d’Alho (50); Sarutaiá (91); Turiuba (86); e Zacarias (60).

Morar Bem, Viver Melhor
Reúne todas as ações e investimentos em habitação do Governo do Estado de São Paulo, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente e qualidade de vida para as famílias atendidas.

Parceria
Em janeiro de 2012, o Governo do Estado selou parceria com o Governo Federal, para a viabilização de mais 100 mil novas moradias no estado paulista, meta superada em dezembro de 2014. O acordo é executado pela Casa Paulista, agência de fomento habitacional, lançada pelo governador Geraldo Alckmin, em setembro de 2011, e pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. Os agentes financeiros executores são a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

Casa Paulista
A Agência Casa Paulista foi criada em setembro de 2011, pelo Governo do Estado de São Paulo, para fomentar a habitação de interesse popular e acelerar o atendimento à demanda habitacional em território paulista. Classificada como marco substancial de mudança na política habitacional em São Paulo, estabelece parcerias, capta recursos junto a governos, agentes financeiros e iniciativa privada e destina subsídios e microcréditos para viabilizar ou melhorar as condições de moradias para famílias de baixa renda, especialmente entre um a cinco salários mínimos.

 

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!