ATUAÇÃO

Democratas e o desenvolvimento social de São Paulo

18 de junho de 2012

A construção da Política Social do Brasil passa necessariamente pela colaboração e apoio do Democratas. Na década de 1990 foram criados o Fundo Nacional de Combate à Pobreza e os programas de transferência de renda Bolsa Escola e Bolsa Alimentação, que posteriormente foram unificados e passaram a se chamar Bolsa Família. O Democratas apoia os programas destacando que é necessário um monitoramento eficiente para que representem, de fato, a porta de saída para a mobilidade social.

A competência do Democratas na gestão de programas sociais pode ser comprovada pela atuação do deputado Rodrigo Garcia na Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, de maio de 2011 a junho de 2012. Convocado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para fortalecer e unificar os programas na área social, Rodrigo Garcia ampliou a ação da Secretaria nas áreas de segurança alimentar, atenção à criança e à pessoa idosa, transferência de renda e combate à extrema pobreza.

Na área da segurança alimentar, gerenciou o Vivaleite, maior programa do gênero no Brasil, que distribui 130 milhões de leite por ano para 625 mil crianças e 85 mil idosos, e a rede de restaurantes populares Bom Prato, com 36 unidades que fornecem diariamente mais de 60 milhões de refeições pelo preço de R$ 1. O leite e os alimentos têm origem preferencial na agricultura familiar, o que favorece a economia e gera empregos no campo.

A educação foi tratada por Rodrigo Garcia em duas vertentes. Para as crianças, lançou em parceria com a Secretaria da Educação o revolucionário programa Creche Escola, com mil unidades para 80 a 150 crianças em todo o estado. A educação infantil deixou de ser responsabilidade apenas dos municípios. Criou também a Escola de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, para capacitar gestores técnicos e trabalhadores sociais das organizações públicas e privadas atuantes no campo da assistência social.

Para erradicar de vez a extrema pobreza, Rodrigo Garcia lançou o programa São Paulo Solidário, que vai buscar e atender 1,08 milhão de paulistas em situação de vulnerabilidade social, em parceria com o Governo Federal e com as prefeituras. O programa busca as famílias, identifica as principais privações sociais e firma compromisso para, juntos, resolverem problemas de educação, saúde, moradia e qualidade de vida. Para transferir renda, Rodrigo Garcia conduziu a unificação do programa estadual Renda Cidadã com o Bolsa Família do Governo Federal, para que nenhum cidadão deixe de ser atendido pelos programas.

A terceira idade teve atenção especial da gestão Democratas com a criação do programa São Paulo Amigo do Idoso, conjunto de ações que compreendem o investimento em 350 equipamentos municipais para convívio social e articulação com outras entidades e órgãos públicos na prestação de serviços de proteção, educação, saúde e participação da pessoa idosa.

Rodrigo Garcia gerenciou a área social do Estado de São Paulo com eficiência e transparência, principais conceitos que norteiam sua vida pública. Em São Paulo e no Brasil, a atuação do Democratas reflete a experiência do partido na execução de programas que fazem a diferença na vida das pessoas.

COMENTÁRIOS (0)

Desejo receber os boletins informativos de Rodrigo Garcia.

ATUAÇÃO

Democratas e o desenvolvimento social de São Paulo

A construção da Política Social do Brasil passa necessariamente pela colaboração e apoio do Democratas. Na década de 1990 foram criados o Fundo Nacional de Combate à Pobreza e os programas de transferência de renda Bolsa Escola e Bolsa Alimentação, que posteriormente foram unificados e passaram a se chamar Bolsa Família. O Democratas apoia os programas destacando que é necessário um monitoramento eficiente para que representem, de fato, a porta de saída para a mobilidade social.

A competência do Democratas na gestão de programas sociais pode ser comprovada pela atuação do deputado Rodrigo Garcia na Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, de maio de 2011 a junho de 2012. Convocado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para fortalecer e unificar os programas na área social, Rodrigo Garcia ampliou a ação da Secretaria nas áreas de segurança alimentar, atenção à criança e à pessoa idosa, transferência de renda e combate à extrema pobreza.

Na área da segurança alimentar, gerenciou o Vivaleite, maior programa do gênero no Brasil, que distribui 130 milhões de leite por ano para 625 mil crianças e 85 mil idosos, e a rede de restaurantes populares Bom Prato, com 36 unidades que fornecem diariamente mais de 60 milhões de refeições pelo preço de R$ 1. O leite e os alimentos têm origem preferencial na agricultura familiar, o que favorece a economia e gera empregos no campo.

A educação foi tratada por Rodrigo Garcia em duas vertentes. Para as crianças, lançou em parceria com a Secretaria da Educação o revolucionário programa Creche Escola, com mil unidades para 80 a 150 crianças em todo o estado. A educação infantil deixou de ser responsabilidade apenas dos municípios. Criou também a Escola de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, para capacitar gestores técnicos e trabalhadores sociais das organizações públicas e privadas atuantes no campo da assistência social.

Para erradicar de vez a extrema pobreza, Rodrigo Garcia lançou o programa São Paulo Solidário, que vai buscar e atender 1,08 milhão de paulistas em situação de vulnerabilidade social, em parceria com o Governo Federal e com as prefeituras. O programa busca as famílias, identifica as principais privações sociais e firma compromisso para, juntos, resolverem problemas de educação, saúde, moradia e qualidade de vida. Para transferir renda, Rodrigo Garcia conduziu a unificação do programa estadual Renda Cidadã com o Bolsa Família do Governo Federal, para que nenhum cidadão deixe de ser atendido pelos programas.

A terceira idade teve atenção especial da gestão Democratas com a criação do programa São Paulo Amigo do Idoso, conjunto de ações que compreendem o investimento em 350 equipamentos municipais para convívio social e articulação com outras entidades e órgãos públicos na prestação de serviços de proteção, educação, saúde e participação da pessoa idosa.

Rodrigo Garcia gerenciou a área social do Estado de São Paulo com eficiência e transparência, principais conceitos que norteiam sua vida pública. Em São Paulo e no Brasil, a atuação do Democratas reflete a experiência do partido na execução de programas que fazem a diferença na vida das pessoas.

COMENTÁRIOS (0)

Desejo receber os boletins informativos de Rodrigo Garcia.