ATUAÇÃO

Em Guarani D’Oeste Rodrigo Garcia sorteia 64 casas

7 de julho de 2017

O secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia, participou nesta sexta-feira (7/7) do sorteio de inscritos para o Conjunto Habitacional Guarani D’Oeste G, com 64 casas do Morar Bem, Viver Melhor. O evento aconteceu na quadra esportiva da Escola Marilene de Lourdes Lisboa Singh, no Centro de Guarani D’Oeste, região de São José do Rio Preto. A obra está sendo realizada pela CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano e tem investimento de R$ 7,1 milhões.

“Todo este esforço é resultado de um Estado que soube administrar seus recursos para que o programa habitacional continue disponibilizando casas para quem realmente necessita”, disse o secretário Rodrigo Garcia.

A auxiliar de serviços gerais Arleia Alves Godoy, de 34 anos, não conteve a alegria quando ouviu seu nome ser chamado no sorteio de 64 casas em Guarani D’Oeste. “É uma felicidade inexplicável. Uma realidade que jamais acreditaria que aconteceria. Realizei o sonho da minha família”, afirmou Arleia, que irá morar com seus dois filhos e sua mãe.

O residencial terá cinco unidades destinadas a pessoas com deficiência, quatro para idosos, três para policiais e agentes penitenciários e uma para indivíduos que vivem sozinhos. As 51 restantes são para a população em geral.

“O mais importante nesta sexta-feira são as 64 famílias que participaram de um sorteio muito transparente e que até o final do ano estarão de casas novas”, disse o prefeito de Guarani D’Oeste, Nilson Timporim.

O conjunto terá unidades de dois dormitórios, com 56,67 m² de área construída, sala, cozinha e banheiro. O prazo de financiamento das moradias será de até 30 anos e as prestações receberão subsídio do Governo do Estado, sendo calculadas de acordo com a renda familiar. Das 172 famílias cadastradas, 92,4% ganha até três salários mínimos e vai desembolsar até 15% dos vencimentos.

O Conjunto Habitacional Conjunto Habitacional Guarani D’Oeste G incorpora as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação e será entregue com infraestrutura completa, pavimentação asfáltica, redes de esgoto e ligações domiciliares, drenagem, redes de água e ligações domiciliares, rede elétrica, guias, sarjetas, iluminação pública e paisagismo. As casas terão sistema de aquecimento solar para água do chuveiro, piso cerâmico, laje de forro de concreto, azulejos nas áreas úmidas, esquadrias de ferro, estrutura metálica para cobertura, muros de arrimo e muretas de divisa.

Os sorteados serão convocados para o processo de habilitação e deverão comprovar os requisitos exigidos para participar do programa habitacional. É preciso ter renda entre um e dez salários mínimos, morar no município há pelo menos cinco anos ou atestar que o chefe da família trabalha na cidade no mínimo pelo mesmo período, não possuir imóvel ou financiamento habitacional e não ter sido atendido em outros programas habitacionais de interesse social. Os idosos precisam ter idade mínima de 60 anos e indivíduos sozinhos, de 30 anos. A inscrição para o sorteio foi realizada no dia 8 de junho, no Salão Comunitário do Jardim das Flores.

De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a 102 empregos diretos criados pela obra. Desde 2011, a região de São José do Rio Preto recebeu 9.208 moradias populares, por meio da CDHU e da Casa Paulista, braços operacionais da Secretaria de Estado da Habitação. Além disso, há 1.892 habitações de interesse social em construção.

Morar Bem, Viver Melhor
O Morar Bem, Viver Melhor é a Política Habitacional do Estado de São Paulo. Reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente, inovações e qualidade de vida para as famílias atendidas.

COMENTÁRIOS (0)

Desejo receber os boletins informativos de Rodrigo Garcia.