ATUAÇÃO

Governo estadual anuncia programa para terceira idade

15 de maio de 2012

O governo estadual anunciou ontem um pacote de ações em benefício dos idosos paulistas. Serão investidos R$ 121,7 milhões no programa ‘São Paulo Amigo do Idoso’ nas áreas da saúde, desenvolvimento social, turismo e esporte. Hoje, segundo o governo, 11% da população tem 60 anos ou mais, número que até 2050 deve dobrar.

“No Brasil, no século passado, a expectativa de vida era de 40 e poucos anos. Hoje, acima dos 60 anos de idade, aqui no Estado de São Paulo, já são 4,5 milhões de pessoas. Acima dos 80 são 900 mil. Os acima de 60 são 11% da população. Em 2040, 2050, ¼ da população terá mãos de 60 anos e precisamos ter políticas públicas para a população idosa”, disse o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

A Secretaria do Desenvolvimento Social, responsável pela implantação de 249 Centros de Convivência voltados para a integração, e 100 Centros-Dia do Idoso, terão o maior investimento: R$ 89,8 milhões. “A política do idoso está centrada na constatação de que hoje o Brasil é um país maduro e que, portanto, as ações do governo devem levar em conta essa realidade”, disse o secretário estadual do Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia. Ele sinalizou três importantes medidas a cargo da pasta: “A constituição do Fundo Estadual do Idoso, que buscará junto à iniciativa privada, com incentivos fiscais, recursos fundamentais para a implantação de ações voltadas para o idoso; a universalização dos Centros de Convivência do Idoso; e a constituição dos Centros-Dia para o idoso”, afirmou.

Hospitais e centros de referência

Um dos principais pilares do programa ‘São Paulo Amigo do Idoso’, a área da Saúde receberá R$ 30 milhões. Está prevista a implantação de seis hospitais de retaguarda e quatro polos regionais de referência. Na Capital será implantado ainda um Centro-Dia de cuidados integrados para a terceira idade no Campus Leste da USP (Av. Arlindo Béttio, 1000, Ermelino Matarazzo, tel.: 3091-1024.

Com investimento estimado em R$ 5 milhões, a unidade deverá dar assistência a cerca de 300 idosos semidependentes. Segundo o secretário do Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia, o serviço de política recente no Brasil é modelo consagrado em outros países do mundo.

“Os Centros-Dia são uma alternativa não só do envelhecimento com qualidade. Terão vários serviços de proteção social e no final da tarde esse idoso retorna para sua residência, com qualidade de vida, sem perder o vínculo familiar”, afirmou.

Ampliando o modelo da Capital, nas regiões de Ribeirão Preto, Campinas, ABC e Baixada Santista receberão novos Centros de Referência do Idoso (CRIs). A expectativa é que até o final do semestre de 2014 as quatro unidades sejam inauguradas.

“O programa deve englobar outras ações de saúde em outros momentos”, disse o secretário estadual da Saúde, Giovanni Guido Cerri.

Cartão com R$ 57,00 para esportes

Além de criar políticas públicas nas áreas da Saúde e Desenvolvimento Social, o Governo do Estado anunciou ontem que idosos com faixa de renda limitada a três salários mínimos receberão da Secretaria de Esporte um Cartão Esporte do Idoso, disponibilizando por mês a quantia de R$ 57,00 para uso na prática de atividade física e de lazer em clubes ou academias de ginástica.

Passeios turísticos também estão dentro do pacote de entretenimento.

“Os idosos serão levados a ocupar, por uma semana, colônias de férias ociosas em determinadas épocas do ano. Eles poderão circular para conhecer novos lugares”, disse o secretário estadual do Turismo, Marcio França.

Neste primeiro momento o programa será aplicado em municípios em que o número de habitantes não ultrapassa as 30 mil pessoas.

De acordo com o governo do Estado, o projeto ‘Melhor Viagem SP’ deverá beneficiar anualmente 6,4 mil idosos acima dos 60 anos.
Segundo governador Geraldo Alckmin (PSDB), outras secretarias serão posteriormente incorporadas ao programa.

“Vamos ampliar o programa. Podemos incorporar a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da Habitação, da Justiça e Defesa da Cidadania”, completou Alckmin.
Por Marcela Fonseca
Fonte: Metrô News – http://bit.ly/MhIFx5

COMENTÁRIOS (0)

Desejo receber os boletins informativos de Rodrigo Garcia.

ATUAÇÃO

Governo estadual anuncia programa para terceira idade

O governo estadual anunciou ontem um pacote de ações em benefício dos idosos paulistas. Serão investidos R$ 121,7 milhões no programa ‘São Paulo Amigo do Idoso’ nas áreas da saúde, desenvolvimento social, turismo e esporte. Hoje, segundo o governo, 11% da população tem 60 anos ou mais, número que até 2050 deve dobrar.

“No Brasil, no século passado, a expectativa de vida era de 40 e poucos anos. Hoje, acima dos 60 anos de idade, aqui no Estado de São Paulo, já são 4,5 milhões de pessoas. Acima dos 80 são 900 mil. Os acima de 60 são 11% da população. Em 2040, 2050, ¼ da população terá mãos de 60 anos e precisamos ter políticas públicas para a população idosa”, disse o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

A Secretaria do Desenvolvimento Social, responsável pela implantação de 249 Centros de Convivência voltados para a integração, e 100 Centros-Dia do Idoso, terão o maior investimento: R$ 89,8 milhões. “A política do idoso está centrada na constatação de que hoje o Brasil é um país maduro e que, portanto, as ações do governo devem levar em conta essa realidade”, disse o secretário estadual do Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia. Ele sinalizou três importantes medidas a cargo da pasta: “A constituição do Fundo Estadual do Idoso, que buscará junto à iniciativa privada, com incentivos fiscais, recursos fundamentais para a implantação de ações voltadas para o idoso; a universalização dos Centros de Convivência do Idoso; e a constituição dos Centros-Dia para o idoso”, afirmou.

Hospitais e centros de referência

Um dos principais pilares do programa ‘São Paulo Amigo do Idoso’, a área da Saúde receberá R$ 30 milhões. Está prevista a implantação de seis hospitais de retaguarda e quatro polos regionais de referência. Na Capital será implantado ainda um Centro-Dia de cuidados integrados para a terceira idade no Campus Leste da USP (Av. Arlindo Béttio, 1000, Ermelino Matarazzo, tel.: 3091-1024.

Com investimento estimado em R$ 5 milhões, a unidade deverá dar assistência a cerca de 300 idosos semidependentes. Segundo o secretário do Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia, o serviço de política recente no Brasil é modelo consagrado em outros países do mundo.

“Os Centros-Dia são uma alternativa não só do envelhecimento com qualidade. Terão vários serviços de proteção social e no final da tarde esse idoso retorna para sua residência, com qualidade de vida, sem perder o vínculo familiar”, afirmou.

Ampliando o modelo da Capital, nas regiões de Ribeirão Preto, Campinas, ABC e Baixada Santista receberão novos Centros de Referência do Idoso (CRIs). A expectativa é que até o final do semestre de 2014 as quatro unidades sejam inauguradas.

“O programa deve englobar outras ações de saúde em outros momentos”, disse o secretário estadual da Saúde, Giovanni Guido Cerri.

Cartão com R$ 57,00 para esportes

Além de criar políticas públicas nas áreas da Saúde e Desenvolvimento Social, o Governo do Estado anunciou ontem que idosos com faixa de renda limitada a três salários mínimos receberão da Secretaria de Esporte um Cartão Esporte do Idoso, disponibilizando por mês a quantia de R$ 57,00 para uso na prática de atividade física e de lazer em clubes ou academias de ginástica.

Passeios turísticos também estão dentro do pacote de entretenimento.

“Os idosos serão levados a ocupar, por uma semana, colônias de férias ociosas em determinadas épocas do ano. Eles poderão circular para conhecer novos lugares”, disse o secretário estadual do Turismo, Marcio França.

Neste primeiro momento o programa será aplicado em municípios em que o número de habitantes não ultrapassa as 30 mil pessoas.

De acordo com o governo do Estado, o projeto ‘Melhor Viagem SP’ deverá beneficiar anualmente 6,4 mil idosos acima dos 60 anos.
Segundo governador Geraldo Alckmin (PSDB), outras secretarias serão posteriormente incorporadas ao programa.

“Vamos ampliar o programa. Podemos incorporar a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da Habitação, da Justiça e Defesa da Cidadania”, completou Alckmin.
Por Marcela Fonseca
Fonte: Metrô News – http://bit.ly/MhIFx5

COMENTÁRIOS (0)

Desejo receber os boletins informativos de Rodrigo Garcia.