ATUAÇÃO

Ministro assina portaria que cria campus do Instituto Federal em Rio Preto

28 de setembro de 2017

O ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou nesta quarta-feira (27/9) a portaria que autoriza o funcionamento do campus São José do Rio Preto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. O ato aconteceu durante encontro do ministro em São Paulo com o prefeito Edinho Araújo e o secretário de Estado da Habitação, o deputado federal Rodrigo Garcia. A portaria é o primeiro passo para que a reitoria do Instituto possa iniciar o processo de instalação e funcionamento do Instituto na cidade.

A portaria assinada por Mendonça Filho autoriza o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo “a promover no âmbito de sua estrutura organizacional o funcionamento do Campus São José do Rio Preto”. A portaria deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União.

Para o secretário, que se empenhou ao lado do prefeito junto ao ministro para garantir o Instituto, Rio Preto e região ganham com a instalação de um campus no município. “Agradecemos ao ministro e ao presidente Michel Temer por essa iniciativa. Rio Preto ganha muito com essa oportunidade de qualificar seus jovens para o futuro”, afirmou.

O prefeito Edinho Araújo comemorou a assinatura da portaria que dispõe sobre a autorização de funcionamento do campus e considerou como momento histórico a assinatura da portaria. “O sonho da comunidade de São José do Rio Preto está se tornando realidade. Meus agradecimentos especiais ao presidente Michel Temer, ao ministro Mendonça Filho e ao secretário Rodrigo Garcia”, disse.

Com a portaria, o Ministério da Educação deverá se reunir com o reitor do Instituto Federal, Eduardo Modena, para tratar de detalhes técnicos, passando em seguida a instalação para o âmbito do Instituto. Superadas essas etapas, a previsão é de realização de audiência pública para definir os eixos tecnológicos e os cursos que serão implantados no campus de Rio Preto.

A assinatura da portaria foi possível depois que a Câmara aprovou projeto de lei que autorizou a cessão do prédio do antigo Cefam, onde hoje funciona a Secretaria da Mulher, para ser a sede do Instituto. A cessão, de acordo com a lei sancionada pelo prefeito, tem prazo de 30 anos, prorrogáveis por mais 30 anos. Além da cessão do imóvel, a Prefeitura ficará responsável, por cinco anos, por despesas decorrentes do consumo de energia, água, telefonia, limpeza e segurança do imóvel.

O INSTITUTO 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo é uma autarquia federal de ensino. Fundada em 1909, como Escola de Aprendizes Artífices, é reconhecida pela sociedade paulista por sua excelência no ensino público gratuito de qualidade.

O Instituto Federal de São Paulo destina 50% das vagas para os cursos técnicos e, no mínimo, 20% das vagas para os cursos de licenciatura, sobretudo nas áreas de Ciências e de Matemática. Complementarmente, oferece cursos de formação inicial e continuada, tecnologias, engenharias e pós-graduação.

O IFSP é organizado em diversos campus e possui mais de 40 mil alunos matriculados nas 37 unidades distribuídas pelo Estado de São Paulo.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Ministro assina portaria que cria campus do Instituto Federal em Rio Preto

O ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou nesta quarta-feira (27/9) a portaria que autoriza o funcionamento do campus São José do Rio Preto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. O ato aconteceu durante encontro do ministro em São Paulo com o prefeito Edinho Araújo e o secretário de Estado da Habitação, o deputado federal Rodrigo Garcia. A portaria é o primeiro passo para que a reitoria do Instituto possa iniciar o processo de instalação e funcionamento do Instituto na cidade.

A portaria assinada por Mendonça Filho autoriza o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo “a promover no âmbito de sua estrutura organizacional o funcionamento do Campus São José do Rio Preto”. A portaria deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União.

Para o secretário, que se empenhou ao lado do prefeito junto ao ministro para garantir o Instituto, Rio Preto e região ganham com a instalação de um campus no município. “Agradecemos ao ministro e ao presidente Michel Temer por essa iniciativa. Rio Preto ganha muito com essa oportunidade de qualificar seus jovens para o futuro”, afirmou.

O prefeito Edinho Araújo comemorou a assinatura da portaria que dispõe sobre a autorização de funcionamento do campus e considerou como momento histórico a assinatura da portaria. “O sonho da comunidade de São José do Rio Preto está se tornando realidade. Meus agradecimentos especiais ao presidente Michel Temer, ao ministro Mendonça Filho e ao secretário Rodrigo Garcia”, disse.

Com a portaria, o Ministério da Educação deverá se reunir com o reitor do Instituto Federal, Eduardo Modena, para tratar de detalhes técnicos, passando em seguida a instalação para o âmbito do Instituto. Superadas essas etapas, a previsão é de realização de audiência pública para definir os eixos tecnológicos e os cursos que serão implantados no campus de Rio Preto.

A assinatura da portaria foi possível depois que a Câmara aprovou projeto de lei que autorizou a cessão do prédio do antigo Cefam, onde hoje funciona a Secretaria da Mulher, para ser a sede do Instituto. A cessão, de acordo com a lei sancionada pelo prefeito, tem prazo de 30 anos, prorrogáveis por mais 30 anos. Além da cessão do imóvel, a Prefeitura ficará responsável, por cinco anos, por despesas decorrentes do consumo de energia, água, telefonia, limpeza e segurança do imóvel.

O INSTITUTO 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo é uma autarquia federal de ensino. Fundada em 1909, como Escola de Aprendizes Artífices, é reconhecida pela sociedade paulista por sua excelência no ensino público gratuito de qualidade.

O Instituto Federal de São Paulo destina 50% das vagas para os cursos técnicos e, no mínimo, 20% das vagas para os cursos de licenciatura, sobretudo nas áreas de Ciências e de Matemática. Complementarmente, oferece cursos de formação inicial e continuada, tecnologias, engenharias e pós-graduação.

O IFSP é organizado em diversos campus e possui mais de 40 mil alunos matriculados nas 37 unidades distribuídas pelo Estado de São Paulo.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!