ATUAÇÃO

Provável queda da Selic reforça importância de aprovação do cadastro positivo para juros caírem

14 de maio de 2018

“A Selic, hoje em 6,50% ao ano, não chega ao consumidor final, em parte porque todos, os bons e os maus pagadores, são tratados da mesma forma. É preciso garantir juros menores para quem paga suas contas em dia e não é um mau pagador contumaz”, disse Rodrigo Garcia.

Na semana em que o Banco Central (BC) deve reduzir novamente os juros básicos da economia, o líder do Democratas, deputado Rodrigo Garcia (SP), defende a manutenção do texto-base do cadastro positivo, medida essencial para assegurar juros menores nos guichês dos bancos e de instituições de crédito. A votação do Projeto de Lei Complementar (PLP 411/17), do cadastro positivo, deve ser concluída nesta semana.

“A Selic, hoje em 6,50% ao ano, não chega ao consumidor final, em parte porque todos, os bons e os maus pagadores, são tratados da mesma forma. É preciso garantir juros menores para quem paga suas contas em dia e não é um mau pagador contumaz”, disse Rodrigo Garcia, lembrando que a expectativa é de nova queda da taxa básica de juros nesta semana, possivelmente para 6,25%, recorde histórico de baixa.

Para o líder Rodrigo Garcia, o placar favorável ao texto-base – 273 a favor e 150 votos contrários – pode garantir a derrubada dos destaques que comprometem o cadastro positivo. Os destaques serão analisados a partir de amanhã pelo plenário da Câmara.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Provável queda da Selic reforça importância de aprovação do cadastro positivo para juros caírem

“A Selic, hoje em 6,50% ao ano, não chega ao consumidor final, em parte porque todos, os bons e os maus pagadores, são tratados da mesma forma. É preciso garantir juros menores para quem paga suas contas em dia e não é um mau pagador contumaz”, disse Rodrigo Garcia.

Na semana em que o Banco Central (BC) deve reduzir novamente os juros básicos da economia, o líder do Democratas, deputado Rodrigo Garcia (SP), defende a manutenção do texto-base do cadastro positivo, medida essencial para assegurar juros menores nos guichês dos bancos e de instituições de crédito. A votação do Projeto de Lei Complementar (PLP 411/17), do cadastro positivo, deve ser concluída nesta semana.

“A Selic, hoje em 6,50% ao ano, não chega ao consumidor final, em parte porque todos, os bons e os maus pagadores, são tratados da mesma forma. É preciso garantir juros menores para quem paga suas contas em dia e não é um mau pagador contumaz”, disse Rodrigo Garcia, lembrando que a expectativa é de nova queda da taxa básica de juros nesta semana, possivelmente para 6,25%, recorde histórico de baixa.

Para o líder Rodrigo Garcia, o placar favorável ao texto-base – 273 a favor e 150 votos contrários – pode garantir a derrubada dos destaques que comprometem o cadastro positivo. Os destaques serão analisados a partir de amanhã pelo plenário da Câmara.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!