ATUAÇÃO

Rodrigo participa da abertura de seminário sobre Arranjos Produtivos Locais

14 de outubro de 2019

Nesta segunda-feira (14/10/2019), o vice-governador e secretário de Governo do estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, participou da cerimônia de abertura do 1º Seminário Estadual de APLs – Arranjos Produtivos Locais, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, na Capital paulista. O diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit, e o deputado federal Vitor Lippi também estiveram na solenidade.

O seminário é uma iniciativa do Governo de São Paulo com o apoio do Sebrae-SP e da Fiesp – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, que tem como objetivo promover dois dias de debates sobre as novas políticas relacionadas aos Arranjos Produtivos Locais. O evento é destinado às secretarias de Desenvolvimento, prefeituras paulistas, instituições de ensino, associações e sindicatos representativos dos setores, entre outros. Amanhã (15/10), além do segundo dia de palestras, haverá também um encontro de negócios com entidades e empresas promovido pelo Sebrae-SP.
O vice-governador, que esteve à frente da pasta em 2013, ressalta a importância dos Arranjos Produtivos Locais para estimular o desenvolvimento das regiões. “Entendo que o fomento aos APLs favorece a geração de uma rede estratégica e regionalizada de infraestrutura das cadeias produtivas, promovendo o desenvolvimento local”, diz.
“Estamos celebrando um momento bastante importante. Buscamos reunir os agentes que compõem os APLs para juntos implementarmos a nova etapa de desenvolvimento econômico regional deste programa. Seguimos firmes no compromisso de geração de oportunidades de emprego, renda e empreendedorismo no Estado de São Paulo”, afirmou a secretária Patricia Ellen.
Os APLs são aglomerados regionais de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, auxiliadas por políticas públicas de desenvolvimento. O Estado de São Paulo conta com 50 APLs formados em diversos municípios. As instituições localizadas nos arranjos produzem inúmeros tipos de produtos em cidades que já desenvolvem uma forte atividade comercial, como no ramo de calçados, aeroespacial, produção têxtil, entre outros.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Rodrigo participa da abertura de seminário sobre Arranjos Produtivos Locais

Nesta segunda-feira (14/10/2019), o vice-governador e secretário de Governo do estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, participou da cerimônia de abertura do 1º Seminário Estadual de APLs – Arranjos Produtivos Locais, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, na Capital paulista. O diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit, e o deputado federal Vitor Lippi também estiveram na solenidade.

O seminário é uma iniciativa do Governo de São Paulo com o apoio do Sebrae-SP e da Fiesp – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, que tem como objetivo promover dois dias de debates sobre as novas políticas relacionadas aos Arranjos Produtivos Locais. O evento é destinado às secretarias de Desenvolvimento, prefeituras paulistas, instituições de ensino, associações e sindicatos representativos dos setores, entre outros. Amanhã (15/10), além do segundo dia de palestras, haverá também um encontro de negócios com entidades e empresas promovido pelo Sebrae-SP.
O vice-governador, que esteve à frente da pasta em 2013, ressalta a importância dos Arranjos Produtivos Locais para estimular o desenvolvimento das regiões. “Entendo que o fomento aos APLs favorece a geração de uma rede estratégica e regionalizada de infraestrutura das cadeias produtivas, promovendo o desenvolvimento local”, diz.
“Estamos celebrando um momento bastante importante. Buscamos reunir os agentes que compõem os APLs para juntos implementarmos a nova etapa de desenvolvimento econômico regional deste programa. Seguimos firmes no compromisso de geração de oportunidades de emprego, renda e empreendedorismo no Estado de São Paulo”, afirmou a secretária Patricia Ellen.
Os APLs são aglomerados regionais de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, auxiliadas por políticas públicas de desenvolvimento. O Estado de São Paulo conta com 50 APLs formados em diversos municípios. As instituições localizadas nos arranjos produzem inúmeros tipos de produtos em cidades que já desenvolvem uma forte atividade comercial, como no ramo de calçados, aeroespacial, produção têxtil, entre outros.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!