ATUAÇÃO

Rodrigo vota sim pelo Refis para micro e pequenas empresas

4 de abril de 2018

Congresso derruba vetos presidenciais ao Refis das micro e pequenas empresas

O deputado Rodrigo Garcia (SP), líder do Democratas na Câmara, apoiou e votou sim para a derrubada dos vetos presidenciais ao Refis das MPEs – micro e pequenas empresas. O veto foi derrubado na noite desta terça-feira (3/4) em sessão do Congresso Nacional.

Rodrigo Garcia defende que as empresas deste porte tenham as mesmas condições para refinanciamento das dívidas. “Só as micro e pequenas empresas estavam fora do Refis. A derrubada do veto garante igualdade aos empresários que, mesmo diante de um cenário de crise, tiveram coragem e investiram”, disse o deputado.

A proposta de Refis para micro e pequenas empresas autoriza a renegociação de débitos tributários até novembro de 2017 em até 180 parcelas.

Estudo da Serasa Experian mostra que o número de MPEs inadimplentes chegou a 4,9 milhões em janeiro. O número vem aumentando mês a mês. Do total de empresas no vermelho, 45,9% eram prestadoras de serviços, 45% eram empresas comerciais e 8,7%, indústrias.

O mesmo estudo mostra que a região Sudeste concentrou a maior porcentagem de micro e pequenas empresas inadimplentes, com 53,9% do total. São Paulo tem o maior número de empresas negativadas, com 32,7% do total. “As MPEs também sentiram o impacto da crise e por isso precisam de um fôlego para reencontrar os trilhos e voltar a crescer e empregar”, disse Rodrigo.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Rodrigo vota sim pelo Refis para micro e pequenas empresas

Congresso derruba vetos presidenciais ao Refis das micro e pequenas empresas

O deputado Rodrigo Garcia (SP), líder do Democratas na Câmara, apoiou e votou sim para a derrubada dos vetos presidenciais ao Refis das MPEs – micro e pequenas empresas. O veto foi derrubado na noite desta terça-feira (3/4) em sessão do Congresso Nacional.

Rodrigo Garcia defende que as empresas deste porte tenham as mesmas condições para refinanciamento das dívidas. “Só as micro e pequenas empresas estavam fora do Refis. A derrubada do veto garante igualdade aos empresários que, mesmo diante de um cenário de crise, tiveram coragem e investiram”, disse o deputado.

A proposta de Refis para micro e pequenas empresas autoriza a renegociação de débitos tributários até novembro de 2017 em até 180 parcelas.

Estudo da Serasa Experian mostra que o número de MPEs inadimplentes chegou a 4,9 milhões em janeiro. O número vem aumentando mês a mês. Do total de empresas no vermelho, 45,9% eram prestadoras de serviços, 45% eram empresas comerciais e 8,7%, indústrias.

O mesmo estudo mostra que a região Sudeste concentrou a maior porcentagem de micro e pequenas empresas inadimplentes, com 53,9% do total. São Paulo tem o maior número de empresas negativadas, com 32,7% do total. “As MPEs também sentiram o impacto da crise e por isso precisam de um fôlego para reencontrar os trilhos e voltar a crescer e empregar”, disse Rodrigo.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!