ATUAÇÃO

TCU aprova renovação de concessão da malha ferroviária paulista

28 de novembro de 2019

O vice-governador e secretário de Governo do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, esteve nesta quarta-feira (27/11) pela manhã reunido com o ministro do TCU – Tribunal de Contas da União Vital do Rêgo Filho, para tratar da renovação da concessão da malha ferroviária paulista. Rodrigo apresentou dados importantes para que haja a prorrogação antecipada dessa concessão. Em sessão histórica, o TCU aprovou a renovação à concessionária Rumo Logística.

O processo de renovação antecipada prevê concessão por mais 30 anos à empresa na administração das principais vias férreas do Estado de São Paulo. O plano de investimentos proposto para a malha ferroviária paulista é de quase R$ 5 bilhões. Ao todo, 33 cidades serão beneficiadas, como Sumaré, Hortolândia, outros municípios da Região Metropolitana de Campinas, regiões de Rio Claro, São José do Rio Preto, Araraquara, entre outras.
O contrato vigente prevê o encerramento da referida concessão em dezembro de 2028. O Ministério da Infraestrutura e a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres apresentaram proposta de prorrogar antecipadamente o acordo por mais 30 anos. Em contrapartida, a empresa que hoje opera a concessão – Rumo, do Grupo Cosan – se comprometeria a realizar obras de ampliação da capacidade e de resolução de conflitos urbanos nas cidades paulistas que são atravessadas pela ferrovia.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

TCU aprova renovação de concessão da malha ferroviária paulista

O vice-governador e secretário de Governo do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, esteve nesta quarta-feira (27/11) pela manhã reunido com o ministro do TCU – Tribunal de Contas da União Vital do Rêgo Filho, para tratar da renovação da concessão da malha ferroviária paulista. Rodrigo apresentou dados importantes para que haja a prorrogação antecipada dessa concessão. Em sessão histórica, o TCU aprovou a renovação à concessionária Rumo Logística.

O processo de renovação antecipada prevê concessão por mais 30 anos à empresa na administração das principais vias férreas do Estado de São Paulo. O plano de investimentos proposto para a malha ferroviária paulista é de quase R$ 5 bilhões. Ao todo, 33 cidades serão beneficiadas, como Sumaré, Hortolândia, outros municípios da Região Metropolitana de Campinas, regiões de Rio Claro, São José do Rio Preto, Araraquara, entre outras.
O contrato vigente prevê o encerramento da referida concessão em dezembro de 2028. O Ministério da Infraestrutura e a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres apresentaram proposta de prorrogar antecipadamente o acordo por mais 30 anos. Em contrapartida, a empresa que hoje opera a concessão – Rumo, do Grupo Cosan – se comprometeria a realizar obras de ampliação da capacidade e de resolução de conflitos urbanos nas cidades paulistas que são atravessadas pela ferrovia.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!