ATUAÇÃO

Vice viaja à China para estreitar relações comerciais

6 de novembro de 2019

Vice viaja à China para estreitar relações comerciais

O vice-governador e secretário de Governo do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, esteve na China, na última semana (19 a 27/10). Em quase dez dias de viagem, visitou empresas, realizou inúmeras reuniões e estreitou contatos no País. A iniciativa, segundo Rodrigo, busca fortalecer as relações comerciais entre a China e o Estado de São Paulo. “O nosso governador João Doria foi assertivo mais uma vez ao empenhar esforços para fazer da China o principal parceiro comercial do nosso Estado. As tecnologias aplicadas e os investimentos dos chineses vão fazer a diferença”, afirma.
Em solo chinês, o vice-governador passou por Pequim, Xangai e Hangzhou. Em Pequim, a visita começou pela Huawei, empresa líder global em fornecimento de soluções tecnológicas de informação e comunicação. “Nesta viagem, buscamos, entre outras coisas, alternativas que façam de São Paulo um Estado conectado e inteligente para oferecer melhores serviços a todos os paulistas”, diz.
Rodrigo Garcia também visitou a Megvii, outra empresa de tecnologia chinesa, especializada em reconhecimento facial, sistema já utilizado em alguns órgãos do Governo do Estado. O vice-governador passou pelo teste de reconhecimento facial, que o apontou com 39 anos, embora tenha 45. Sediada em Pequim, a Megvii desenvolve tecnologia não só para empresas como também para o setor público.
O sistema de reconhecimento facial, segundo o vice-governador, é um grande aliado no combate a fraudes. Funciona da seguinte forma: a imagem do rosto é submetida a um algoritmo, que é treinado para identificar dezenas de pontos únicos. Os detalhes, que variam conforme a complexidade do sistema, podem ser: distâncias (do nariz aos olhos; da boca ao queixo, etc.); marcas e cicatrizes; contorno da face; formato da extremidade do rosto, entre outros pontos. Essas informações são usadas para criar um arquivo que descreve a imagem e funciona como um “número de RG facial”.
Outra importante empresa visitada pelo vice-governador foi a Hanergy, pioneira na produção de energia limpa. Na indústria, acompanhado do secretário de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, Rodrigo pôde conhecer os avanços em energia fotovoltaica, experiência que já vem sendo adotada em alguns projetos habitacionais do Estado. Só esta empresa tem mais de 10 mil patentes registradas, um orgulho para os chineses, que montaram um painel gigante com os registros. “Aqui, sentimos a importância da inovação permanente. Todos os dias, eles registram patentes com inovações em seus produtos”, explica.
O primeiro dia de agenda, em Pequim, terminou com uma visita a uma das maiores empresas de infraestrutura mundiais, a CRCC – China Railway Construction Corporation. A CRCC é uma empresa de construção estatal. Foi a segunda maior empresa de construção e engenharia do mundo em receita em 2014. Segundo o vice-governador tem grande interesse em investir em São Paulo, em projetos como o do Trem Intercidades e do Metrô.
Na quinta-feira (24/10), a comitiva paulista seguiu para Xangai, onde visitou o escritório do Governo do Estado de São Paulo, inaugurado no último dia 9 de agosto, pelo governador João Doria. O escritório da InvestSP, explica o vice-governador, é a porta de entrada para os empresários paulistas que buscam negócios com a China, ofertando uma série de serviços a eles.
Ainda em Xangai, a equipe também visitou a Shanghai United Imaging Healthcare, empresa que desenvolve, fabrica e distribui sistemas e equipamentos para imagens médicas. Produz scanners de tomografia computadorizada, instrumentos de imagem molecular e equipamentos de ressonância magnética de alta produtividade. “Buscamos alternativas que melhorem a qualidade dos serviços de Saúde de São Paulo”, destaca o vice-governador Rodrigo Garcia. A comitiva encerrou o primeiro dia de trabalhos em Xangai, com uma reunião no Consulado-Geral do Brasil.
Ainda em Xangai, na sexta-feira (25/10), a visita foi à Fosun International Limited, um conglomerado internacional de US$ 13 bilhões. Sediada num luxuoso edifício de 40 andares, de farmacêutica a cervejaria, a Fosun tem um portfólio de mais de uma centena de ativos em 17 países, sendo proprietária, entre outros, do Cirque Du Soleil. “Viemos reforçar que São Paulo está aberto a novos investimentos, para que possa gerar mais empregos e renda aos paulistas”, afirma Rodrigo.
Na sequência, o vice-governador esteve na maior bolsa de valores da China, a Shanghai Stock Exchange, que figura entre as cinco maiores do mundo. No local, simbolicamente ele bateu o gongo, abrindo o pregão de Xangai.
As visitas se encerram no sábado (26/10). O vice-governador esteve na sede da Alibaba, em Hangzhou. Ele se reuniu com Ken Huang, líder da empresa para o mercado latino-americano. “Conheci a história desta gigante que se transformou na maior plataforma de negócios on-line do mundo. Os chineses buscam a diversificação de seus parceiros comerciais e São Paulo estreita relações para aproveitar a oportunidade e garantir investimentos para o Estado”, finaliza.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!

ATUAÇÃO

Vice viaja à China para estreitar relações comerciais

Vice viaja à China para estreitar relações comerciais

O vice-governador e secretário de Governo do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, esteve na China, na última semana (19 a 27/10). Em quase dez dias de viagem, visitou empresas, realizou inúmeras reuniões e estreitou contatos no País. A iniciativa, segundo Rodrigo, busca fortalecer as relações comerciais entre a China e o Estado de São Paulo. “O nosso governador João Doria foi assertivo mais uma vez ao empenhar esforços para fazer da China o principal parceiro comercial do nosso Estado. As tecnologias aplicadas e os investimentos dos chineses vão fazer a diferença”, afirma.
Em solo chinês, o vice-governador passou por Pequim, Xangai e Hangzhou. Em Pequim, a visita começou pela Huawei, empresa líder global em fornecimento de soluções tecnológicas de informação e comunicação. “Nesta viagem, buscamos, entre outras coisas, alternativas que façam de São Paulo um Estado conectado e inteligente para oferecer melhores serviços a todos os paulistas”, diz.
Rodrigo Garcia também visitou a Megvii, outra empresa de tecnologia chinesa, especializada em reconhecimento facial, sistema já utilizado em alguns órgãos do Governo do Estado. O vice-governador passou pelo teste de reconhecimento facial, que o apontou com 39 anos, embora tenha 45. Sediada em Pequim, a Megvii desenvolve tecnologia não só para empresas como também para o setor público.
O sistema de reconhecimento facial, segundo o vice-governador, é um grande aliado no combate a fraudes. Funciona da seguinte forma: a imagem do rosto é submetida a um algoritmo, que é treinado para identificar dezenas de pontos únicos. Os detalhes, que variam conforme a complexidade do sistema, podem ser: distâncias (do nariz aos olhos; da boca ao queixo, etc.); marcas e cicatrizes; contorno da face; formato da extremidade do rosto, entre outros pontos. Essas informações são usadas para criar um arquivo que descreve a imagem e funciona como um “número de RG facial”.
Outra importante empresa visitada pelo vice-governador foi a Hanergy, pioneira na produção de energia limpa. Na indústria, acompanhado do secretário de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, Rodrigo pôde conhecer os avanços em energia fotovoltaica, experiência que já vem sendo adotada em alguns projetos habitacionais do Estado. Só esta empresa tem mais de 10 mil patentes registradas, um orgulho para os chineses, que montaram um painel gigante com os registros. “Aqui, sentimos a importância da inovação permanente. Todos os dias, eles registram patentes com inovações em seus produtos”, explica.
O primeiro dia de agenda, em Pequim, terminou com uma visita a uma das maiores empresas de infraestrutura mundiais, a CRCC – China Railway Construction Corporation. A CRCC é uma empresa de construção estatal. Foi a segunda maior empresa de construção e engenharia do mundo em receita em 2014. Segundo o vice-governador tem grande interesse em investir em São Paulo, em projetos como o do Trem Intercidades e do Metrô.
Na quinta-feira (24/10), a comitiva paulista seguiu para Xangai, onde visitou o escritório do Governo do Estado de São Paulo, inaugurado no último dia 9 de agosto, pelo governador João Doria. O escritório da InvestSP, explica o vice-governador, é a porta de entrada para os empresários paulistas que buscam negócios com a China, ofertando uma série de serviços a eles.
Ainda em Xangai, a equipe também visitou a Shanghai United Imaging Healthcare, empresa que desenvolve, fabrica e distribui sistemas e equipamentos para imagens médicas. Produz scanners de tomografia computadorizada, instrumentos de imagem molecular e equipamentos de ressonância magnética de alta produtividade. “Buscamos alternativas que melhorem a qualidade dos serviços de Saúde de São Paulo”, destaca o vice-governador Rodrigo Garcia. A comitiva encerrou o primeiro dia de trabalhos em Xangai, com uma reunião no Consulado-Geral do Brasil.
Ainda em Xangai, na sexta-feira (25/10), a visita foi à Fosun International Limited, um conglomerado internacional de US$ 13 bilhões. Sediada num luxuoso edifício de 40 andares, de farmacêutica a cervejaria, a Fosun tem um portfólio de mais de uma centena de ativos em 17 países, sendo proprietária, entre outros, do Cirque Du Soleil. “Viemos reforçar que São Paulo está aberto a novos investimentos, para que possa gerar mais empregos e renda aos paulistas”, afirma Rodrigo.
Na sequência, o vice-governador esteve na maior bolsa de valores da China, a Shanghai Stock Exchange, que figura entre as cinco maiores do mundo. No local, simbolicamente ele bateu o gongo, abrindo o pregão de Xangai.
As visitas se encerram no sábado (26/10). O vice-governador esteve na sede da Alibaba, em Hangzhou. Ele se reuniu com Ken Huang, líder da empresa para o mercado latino-americano. “Conheci a história desta gigante que se transformou na maior plataforma de negócios on-line do mundo. Os chineses buscam a diversificação de seus parceiros comerciais e São Paulo estreita relações para aproveitar a oportunidade e garantir investimentos para o Estado”, finaliza.

COMENTÁRIOS (0)

Os comentários estão fechados!